Tudo sobre o Peru: roteiro, dicas e gastos

Passeando_Peru

O destino esse ano já era um desejo de muito tempo: Peru. Fomos eu, meu marido, minha irmã e uma amiga. Deixo aqui minhas impressões sobre o país, nosso roteiro de viagem, média de gastos e dicas gerais.

Foram 18 dias de viagem, quatro cidades visitadas e um monte de passeios e experiências legais. Já escrevi no blog sobre tudo, mas vou resumir aqui os posts com os links (no roteiro) para facilitar a vida de quem está planejando uma viagem. Mas antes, vamos às dicas.

Passeando_MachuPicchu

Roteiro: quando começamos a pesquisar sobre o Peru vimos que Machu Picchu era só um dos milhares de lugares incríveis a conhecer. Nosso roteiro ficou assim:

-> Lima (3 dias)

-> Arequipa (4 dias) – incluindo passeio de dois dias ao Vale del Colca.

-> Puno (2 dias) – Lago Titicaca

-> Cusco (7 dias) – incluindo Águas Calientes | Machu Picchu

Impressões gerais: O Peru é mesmo um país encantador. Cultura rica, tradições e costumes muito antigos e bastante preservados (alguns só pra fazer graça pra turista, mas a maioria faz mesmo parte do dia a dia deles), gastronomia incrível, história impressionante, paisagens absurdas… Mas se prepare porque é uma viagem cansativa. A altitude realmente pega e o chá e as folhas de coca são imprescindíveis contra o soroche. Ainda assim, com todos os cuidados, sentimos os efeitos (homem sente mais que mulher, digo logo). Qualquer caminhada até a esquina é uma maratona. Se você não é nada aventureiro e não aprecia tanto natureza e aulas de história, então essa viagem não é pra você. Ah! E é frio, viu?! Tire do armário o casaco mais quente, a segunda pele, luvas, gorros, ceroulas, meia-calça, meias de lã… Leve mesmo, senão vai se arrepender (principalmente se você for aqui do Nordeste, onde 20 graus é um “friozinho danado”). Durante o dia é mais tranquilo, até faz calor se estiver no sol. Mas é só ir para uma sombra que em dois segundos você coloca o casaco de novo.

Passeando_Peru

Dicas: Não exagere no tamanho da sua mala. O Peru tem artesanatos lindos e em todo lugar, portanto você vai precisar de espaço na bagagem. Leve também uma mochila. Lá você vai fazer vários passeios que duram o dia inteiro ou até dois dias e você não vai querer carregar sua mala. Negocie sempre, nas feirinhas e, principalmente, nos táxis, antes de fechar a corrida (lá não tem taxímetro, você deve combinar o preço antes de entrar no carro). Tome chá de coca se não quiser passar mal. Quando chegar na altitude, vá pro hotel e fique uma horinha lá descansando, deitado. Isso faz toda a diferença, mesmo que você não esteja sentindo nada. Seu corpo agradece! Leve sapatos confortáveis. São muitos os passeios que vão exigir dos seus pés. Não é preciso passaporte, mas é legal levar porque você pode carimbar em Machu Picchu. Leve bastante remédio para barriga e dor de cabeça (Floratil, Buscopan, antigases, Rehidrate, paracetamol… sempre consultando o médico, óbvio). Eu precisei de todos eles! Tome muito Pisco Sour. E não esqueça o protetor solar! 😉

Passeios com agências: você vai ver que em todo lugar tem agentes nas ruas oferecendo passeios. Lá nos orientaram a não comprar tours no meio da rua, porque pode ser uma roubada. Então prefira um lugar conhecido ou veja se no seu hotel eles oferecem os passeios, como foi o nosso caso.

Viagens de ônibus: minha gente, essa é a maior aventura da viagem. As estradas do Peru no geral são bem assustadoras. Muitas curvas e poucos trechos duplicados. Se seu coração é fraco, não sente na janela. Se sentar, vá de cortina fechada. Outra coisa… para ir de uma cidade a outra a melhor opção é a empresa Cruz del Sur. Viajamos por ela de Arequipa a Puno e foi bem tranquilo. Serviço ótimo! Já de Puno a Cusco… como não tinha ônibus pela manhã dessa empresa, compramos por outra, a Transzela. Vixe! Nem se arrisquem! 😛

Dinheiro: nós não tivemos sorte com as passagens. Normalmente se vê muita promoção para viajar ao Peru, mas esse ano foi atípico e não apareceu nada para essa época. Nos restou desembolsar mais ou menos R$ 1.900 cada de passagens (Recife -> Lima; Lima -> Arequipa; Cusco->Recife). A viagem foi cansativa, já que aqui de Recife não tem voo direto e fizemos um conexão demorada no Rio. Para os gastos diários com alimentação, transporte e outras besteirinhas reservamos uma média de R$ 100 por dia, para cada um. Foi bem ok, até sobrou. Quanto aos passeios, orçamos todos por fora antes de ir (nos posts eu coloquei tudo direitinho). Teve ainda o seguro saúde, que nos custou R$ 188 (por pessoa), boletos turísticos, passagens de trem e ônibus entre as cidades, hostels… no fim das contas, nossos 18 dias de viagem (contando o dia da ida e da volta) custaram uma média de R$ 5.000 por pessoa. Menos, na verdade. Mas, como eu sou prevenida, prefiro orçar isso. Vale salientar que comemos muito bem, compramos um bocado de lembrancinha e fizemos muitos passeios. Ainda aqui em recife, trocamos reais por dólares e a maior parte colocamos no cartão VTM. Acabamos perdendo um bom dinheiro por isso, já que o IOF está alto. Mas preferimos não arriscar levar tudo em espécie. Chegando em Lima, trocamos US$ 50 por Nuevos Soles no aeroporto para pegar táxi e gastos mais urgentes e deixamos para trocar o resto no centro da cidade, que tem uma cotação bem melhor!

Passeando_Peru-2

Roteiro:

Dia 01: Saída REC -> Lima

Dia 02: Chegada em Lima, às 9h30: Parque Kennedy, Parque del Amor, Larcomar, Parque La Reserva (Circuito das Águas).

Dia 03: Lima: Plaza Mayor, Palacio del Gobierno, Catedral, Convento de San Francisco, Parque de la Muralla, Plaza San Martin, Huaca Pucllana…

Dia 04: Lima: Museu Larco, Avenida Petit Thouars (mercados), Barranco…

Dia 05: Lima -> Arequipa

Dia 06: Arequipa: Ônibus Turístico

Dia 07: Arequipa -> Vale del Colca

Dia 08: Vale del Colca

Dia 09: Arequipa -> Puno

Dia 10: Puno: Lago Titicaca

Dia 11: Puno -> Cusco

Dia 12: Cusco: City Tour

Dia 13: Cusco: Maras e Moray

Dia 14: Cusco: Vale Sagrado

Dia 15: Águas Calientes: Machu Picchu

Dia 16: Cusco – dia livre (Mercados)

Dia 17: Cusco -> aeroporto

Dia 18: Chegada em Recife.

E ainda: Sete lugares para comer bem em Cusco

Ah! Se tiverem alguma dúvida, podem mandar e-mail perguntando qualquer coisa, tá?! Não “se acanhem” não!

Share Button

5 Comment

  1. Dayse Marques says: Responder

    Camilinha, querida, amei! Meu roteiro está quase pronto com suas dicas. Valeu!

    1. camila says: Responder

      Que massa, tia! Qualquer coisa chama! Boa viagem!!! :*

  2. – Primeiramente parabenizo pelos comentários do site Passeando que são bem interessantes e ajudam muito a todas as pessoas que desejam viajar para Machu Picchu, Cusco, Lima, Arequipa, Puno, e todo o Peru.
    Nos da Viagens Machu Picchu estamos dispostos a ajudar a todas as pessoas que desejam viajar e conhecer a nossa cultura Peruana.
    Recomendamos a todas pessoasue antes de viajar ao Peru, se informem sobre a cultura, clima, estações de turismo (Temporada alta e baixa), distancias e sobre os destinos turísticos que estão querendo visitar.
    Peru possui uma paisagem diversificada desde o nível do mar até os 6000 e 7000 metros de altitude.

  3. Leidiane says: Responder

    Olá, num roteiro menor para o Peru, além de Lima e Machu Picchu, se tiver que escolher entre Arequipa ou Lago titicaca, qual você recomenda?

    1. camila says: Responder

      Caramba, pergunta difícil, Leidiane. Para falar a verdade, isso vai depender muito do seu perfil de viajante. Mas na minha humilde opinião, o Lago Titicaca é muito incrível para ficar de fora. E eu amei a cidadezinha de Arequipa, apesar de não ter amado o passeio do Canion del Colca, que sai de lá. Então eu tentaria fazer Arequipa, lago titicaca e Machu Picchu com certeza. As outras coisas seriam segundo plano. Bom, mas é bem de cada perfil de viajante. Espero ter ajudado. Beijo!

Deixe uma resposta