O que fazer em Gramado: roteiro e dicas

Gramado 225

Chegamos em Gramado numa terça-feira, dia 03 de dezembro, às 23h. Fazia um frio danado e estávamos mortos de sono e de fome. E também de curiosidade para ver as luzes e a decoração tão falada do Natal Luz. Mas não vi nada demais neste momento, porque o caminho para a nossa pousada não passava pelo centrinho. Ficou para o outro dia, quando saberíamos também o que fazer em Gramado.

Gramado 225

Na primeira noite, então, só restou sair para comer uma pizza num restaurante a algumas quadras da Pousada Betânia, onde a gente estava hospedado (ótima, por sinal). Perguntamos ao recepcionista se era perigoso ir andando àquela hora e a resposta foi: “Perigoso não, é esquisito”. Então fomos. Realmente era esquisito porque não tinha movimento nenhum, estava frio e escuro, com uma neblina que piorava ainda mais a visibilidade. Tudo digno de cena de filme de terror. Mas o perigo, ah, esse não existe por ali. Essa cena foi repetida durante toda a viagem e o máximo de medo que tivemos foi de um cachorrinho que nos deu um susto sem querer.

pousada betania gramado
Bom, mas vamos ao que interessa: a cidade de Gramado! Eu confesso que no primeiro dia achei tudo um pouco estranho, porque é tão perfeitinho que a sensação que tive foi de estar numa cidade cenográfica. A maioria das pessoas não era de lá (só turistas!), as casas todas no mesmo estilo alemão (lindas), as ruas limpas e cheias de lixeiros por todo lado, a segurança, organização, decoração… um tantinho diferente do que conhecemos por Brasil (triste dizer isso, né?!). O clima também ajudou um bocado a termos essa sensação. Apesar de ser dezembro, o friozinho permaneceu na maior parte da viagem.

Gramado 385

Gramado 600

Gramado 603

Gramado 605

Gramado 668

Sempre que a gente viaja é por conta própria, reservamos tudo sozinhos, escolhemos nossos roteiros e passeios, mas dessa vez foi diferente. Para se locomover em Gramado normalmente se aluga um carro ou fecha pacote de passeios com agência, já que praticamente não tem transporte público e táxis são raríssimos, ainda mais numa época como essa de Natal Luz. Como não queríamos ter preocupação em dirigir, escolhemos a Liga Turismo como nossa anfitriã, que nos levou aos pontos imprescindíveis da cidade e suas vizinhas. Acho que isso também causou estranhamento, porque foi um perfil diferente de viagem.
*Dica: um BusTour passou a operar há pouco tempo em Gramado. Só ficamos sabendo disso quando chegamos lá. Se soubéssemos disso antes teríamos optado por esse serviço. Mais detalhes nesse post. 😉

Conhecemos várias coisas legais, como o Mundo a Vapor (R$ 20 inteira – veja vídeo); Mini Mundo (R$ 18 – veja vídeo); as Fábricas de Chocolate da Lugano e da Prawer; o Parque do Caracol (R$ 12), em Canela; o lindo Lago Negro, onde há pedalinhos e cantinhos ótimos para relaxar; a Rua Coberta, o Palácio dos Festivais, a Vila do Papai Noel, além de atrações nas cidades de Nova Petrópolis, como a Aldeia do Imigrante e o Labirinto Verde; e também o Tour dos Vinhos e das Uvas que é bem interessante, principalmente se você gosta dessa bebida.

Gramado 069

Gramado 144

Gramado 183

Há também passeios que você faz porque está com o grupo, mas que não achei muito legais: o Mundo Encantado (R$ 17), que fizemos por escolha, no último dia, é legalzinho, mas achei o Mundo a Vapor e o Mini Mundo melhores; o Dreamland ( museu de cera) e o Harley Motor Show (os dois por R$ 30 para quem estava no tour) – que é na verdade um pub decorado só com motos poderosas-, são bem fracos; e a Maria Fumaça. Calma, eu explico: fui com muita expectativa para este passeio porque todo mundo AMA, mas eu confesso que para ser R$ 100 POR PESSOA precisava muito mais! Essa é só minha humilde opinião, tá?! É legal, não é ruim… mas é fraco. #prontofalei

Gramado 029

Gramado 569

No mais, a cidade é linda e muitíssimo agradável para explorar. Ande pelas ruas, tire muita foto, coma bastante, compre muito chocolate, pare para descansar, vá aos espetáculos de Natal. Sem medo, sem pressa, sem calor. Eu adorei a viagem! Achei estranho no começo, mas o saldo foi positivo sim, apesar da falta de euforia. Mas é porque não é mesmo uma viagem eufórica. É um passeio lindo, agradável, calmo e bem clima de família. Ótimo para celebrar a data que estávamos vivenciando. Fiquei feliz em poder estar ali. 🙂

Lá no meu canal tem vídeos que fiz sobre o Mini Mundo e Mundo a Vapor. 😉

Share Button

Deixe uma resposta