O que fazer em Arequipa e o passeio ao Vale del Colca

o que fazer em arequipa - mirante carmen alto

Depois de Lima, nosso destino no Peru foi a segunda maior cidade do país, Arequipa, conhecida como a cidade branca. Logo no aeroporto, assim que descemos do avião, já vimos a beleza que nos esperava. Arequipa é cercada por três vulcões – Chachani, Misti e Pichu Pichu -, então daí você já imagina a paisagem do lugar. A cidade é linda, muito também por conta de suas construções, feitas com a pedra vulcânica sillar, que tem cores branca e rosa, e é encontrada em quase todos os lugares no centro histórico. Aqui nesse post deixo minhas impressões e dicas sobre o que fazer em Arequipa para te ajudar a organizar o seu roteiro.

o que fazer em arequipa - 1

O que fazer em Arequipa

Aterrissamos na cidade umas 7h e fomos direto para a nossa pousada, já que é aconselhável descansar pelo menos uma hora quando se chega na altitude – e Arequipa está a 2.350m acima do nível do mar. Ficamos hospedados na Posada del Kuraka e indico bastante para quem quer um lugar simples, mas confortável, e com atendimento de primeiríssima. O dono, José, é uma figura e nos ajudou muito com dicas e descontos nos passeios. 😉

Plaza de Armas de Arequipa e Catedral

o que fazer em arequipa - Plaza de Armas

São vários os passeios que se pode fazer na cidade, sendo o principal deles a visita ao Vale del Colca. É ótimo caminhar a pé por Arequipa. A parte turística é pequenininha, segura e super agradável. Fomos logo conhecer a Plaza de Armas, que é linda, tem uma catedral e prédios antigos com arcos que lembram os de construções medievais. Vale sentar na praça e tomar um helado de queso vendo o movimento. Isso é obrigatório! Anote aí: helado de queso. Num esqueça não!

Outro passeio interessante é uma visita ao Museu Santuários Andinos, onde fica a múmia Juanita. Contam que ela era uma adolescente que foi sacrificada no alto de um vulcão e tempos depois encontrada congelada. Hoje, é uma das atrações mais visitadas do Peru. Além da Juanita, o museu explica sobre a cultura inca e tem uma coleção grande de artefatos usados em seus rituais. A entrada custa S./ 20. Ah! Não esqueça de levar casaco, é bem frio lá dentro.

O Monastério de Santa Catalina é bem famoso e muita gente diz que é legal. Como a gente não estava muito na vibe monastério, preferimos economizar os S./ 35 que eles cobram e passear mais pela cidade. Você pode ir ao Templo Claustro La Compañia, que é bem bonito e gratuito.

Plaza de Armas_Arequipa_noite

Ônibus turístico

Como tínhamos tempo, reservamos um dia para fazer o passeio do BusTour. Custa S./ 45, mas José (o dono da pousada) conseguiu pra gente por S./ 25 (uhuuul!). É legal porque o ônibus te leva até a área rural de Arequipa e também a mirantes onde não dá pra chegar a pé e que são incríveis! O melhor é o de Carmen Alto. De lá se tem uma vista escandalosa dos três vulcões que abraçam a cidade e do vale que a cerca. Coisa linda, linda! Se você não tiver tempo para fazer o Bustour, pegue um táxi e vá a esse lugar. O resto do passeio é legal, tem paisagens lindas, mas não achei imperdível. Se estiver com tempo, ótimo. Se não, vá a esse mirante, tire milhões de fotos e volte para o centro histórico. Há ainda outras coisas a se fazer: mercados de artesanato, lojas, cafés… não deixe de comer os Chocolates La Ibérica, produzidos lá mesmo e que são deliciosos! Aproveita e compra pra trazer.

o que fazer em arequipa - mirante carmen alto

Para quem gosta da noite, Arequipa também oferece várias opções. Muitos restaurantes, lanchonetes, pubs e boates. A Calle San Francisco é a mais badalada, mas há outras por perto dela que também tem lugares legais. O melhor é poder andar e conhecer um pouco mais do que essa cidade linda tem a oferecer.

O passeio ao Vale del Colca

Esse passeio só vale para quem realmente gosta de apreciar a natureza. É cansativo e o grande atrativo é a paisagem. Dito isso, vamos às explicações

Existem algumas formas de fazer o tour ao Vale del Colca. As mais comuns são o bate-volta e o tour de dois dias, dormindo em Chivay. Eu não aconselho fazer tudo em um dia só. Fomos em dois dias e ainda assim foi bem cansativo. Reservamos o passeio com José, na pousada onde estávamos hospedados. Custou S/. 75 para cada um, com hospedagem inclusa.

Dia 1

O ônibus passou para nos pegar por volta das 8h. Até chegar em Chivay são mais ou menos quatro horas de viagem, com várias paradas ao longo do caminho. Ainda em Arequipa, paramos para comprar água e folhas de coca, essenciais para quem vai fazer esse passeio. À medida que fomos deixando a cidade e subindo, a guia foi nos orientando sobre como deveríamos mascar as folhas. E avisou: vocês vão precisar e é melhor que qualquer remédio!

o que fazer em arequipa - chá de coca

Minha gente, que negócio ruim! Pqp! Pense! Mas é o jeito, viu?! A viagem é toda subindo e o tal do soroche é dos infernos. Eu, que me lasquei mascando aquela folha ruim, comendo bombom de coca e até arriscando uns golinhos do chá (péssimo também para o meu paladar), senti um pouco do mal. A cabeça fica pesada, fiquei tonta, esquisita. Nessa hora o negócio é se acalmar e respirar. Relaxe…

As paradas na estrada ao longo do caminho são lindas. Paramos para ver as lhamas e vicunhas, depois outro pit stop numa espécie de loja de conveniência e ainda uma parada no ponto mais alto, a 4.910 metros acima do nível do mar!

o que fazer em arequipa - llama

o que fazer em arequipa - mirador de los andes

Chivay é bem pequenininha. Almoçamos num restaurante tipo buffet livre (S/. 25) e depois fomos ao hotel. Descansamos um pouco (tava todo mundo morto) e depois saímos para dar uma voltinha na cidadezinha, ver o povo, a praça, o mercado… Chivay é lindinha, mas o frio que faz ali não é de Deus! Só pra vocês entenderem, ninguém conseguiu tomar banho! Aliás, no hotel nem tinham colocado toalhas (acho que já devem estar acostumados). Então se prepare porque é bom levar um lencinho umedecido pra garantir. Ah! É aí que ficam também os famosos baños termales, mas com a temperatura que estava fazendo quase ninguém do tour se habilitou.

o que fazer em arequipa - chivay

À noite fomos todos para uma pizzaria turística com show folclórico. Coisa bem turistona mesmo. Voltamos correndo porque o frio estava insuportável.

Dia 2

O ônibus passou no hotel às 6h e saímos com destino ao Vale del Colca. Ao longo do caminho, paramos em vários povoados para conhecer um pouco sobre seus costumes e ver muitos e muitos artesanatos pelo caminho. São vários os povos que vivem na Região do Colca, não há como visitar todos.

Depois de mais ou menos duas horas e meia de viagem, chegamos à Cruz del Condor, no Cañon del Colca. O lugar é realmente incrível de lindo, não paramos de tirar foto nem por um segundo! Mas vou dizer, viu?! Não vi nada demais no tal do Condor não. Se bem que tinha uma galera que ficou hoooooras lá olhando a ave. Enfim, perfil de cada viajante, né?! Preferimos explorar a beleza do lugar.

o que fazer em arequipa - canion del colca

o que fazer em arequipa - cruz del condor

o que fazer em arequipa - condor

Na volta para Chivay, fizemos ainda umas três paradas. Uma delas foi para ver o Vale del Colca propriamente dito. Que incrível! O mais legal é ver como uma civilização tão antiga podia ter tanto conhecimento sobre técnicas de agricultura, com tantos diferentes níveis e microclimas. Não é à toa que o Peru é hoje considerado uma das capitais gastronômicas do mundo. Título merecido!

o que fazer em arequipa - vale del colca1

Almoçamos em Chivay e de lá voltamos acabados para Arequipa, mas cheios de fotos lindas na câmera.

Share Button

Deixe uma resposta