Como se locomover em Gramado

jardineira das hortênsias

Quando comecei as minhas pesquisas sobre Gramado esperava encontrar uma forma de conhecer a cidade por conta própria, mas sem depender de alugar um carro, que é o que normalmente as pessoas fazem quando vão pra lá. Mas realmente não há (ou não havia) como fugir disso. Então, como não queríamos depender de carro, resolvemos contratar o pacote da Liga Turismo com três passeios: tour Gramado e Canela, Tour de Compras e Tour da uva e dos vinhos, além do translado de POA até o nosso destino, nos deixando de volta no aeroporto, no último dia. Aqui conto um pouco sobre a nossa experiência e dou algumas dicas sobre como se locomover em Gramado sem, necessariamente, depender de carro ou agência de turismo.

ligaturismogramado

Como se locomover em Gramado

Para quem vai por conta própria, tem um ônibus da empresa Citral que sai do aeroporto de Porto Alegre para Gramado e custa entre R$ 29,80 e R$ 44,50. Dizem que é bem confortável. O problema é que esse serviço só funciona das 9h15 às 20h15 (até 21h15 nas sextas). Nosso voo chegou depois disso e sairia antes.

Eu confesso que achei uma experiência estranha contratar um pacote de agência, porque você fica muito preso aos passeios e horários. Além de não estar acostumada com aquelas conversas simpaticíssimas de guia turístico, “vamo” combinar. Mas de qualquer forma ainda acho que foi mais vantajoso do que alugar um carro e ter mais responsabilidades. O que eu não sabia – afinal, foi inaugurado praticamente na mesma época em que eu estava lá – é que Gramado agora conta com um Bus Tour, uma excelente alternativa para quem gosta de curtir o lugar sem depender de outras pessoas.

O serviço é operado pela Brocker Turismo, a agência mais famosinha de lá. Existem ingressos de um, dois e três dias e cada um custa R$ 60, R$ 90 e R$ 120, respectivamente. O passeio passa por mais de 30 pontos turísticos e o você pode descer onde quiser e pegar o próximo quando der vontade. Funciona de terça a domingo e o ônibus é daqueles de dois andares, sendo o de cima aberto, para que se possa ver melhor a cidade. Ao todo são 12 paradas e três linhas: a vermelha, que faz os principais pontos de Gramado e Canela; a verde, que vai até o Alpen Park, em Canela; e a azul, que passa pelo parque de gelo Snowland.

BusTour Gramado
Imagem: Brocker Turismo

Assim como nos outros lugares do mundo, durante o passeio as informações turísticas vão sendo passadas e se pode optar por três línguas: português, inglês e espanhol. O passeio completo dura mais ou menos duas horas e meia. Bom, como eu falei, não sabia da existência desse serviço, então não fiz para saber como é. Mas com certeza é uma ótima opção para se locomover em Gramado.

Outra alternativa é a Jardineira das Hortênsias, um ônibus antigo e charmosinho que percorre 16 km da cidade, mostrando os principais atrativos turísticos. O problema é que não dá pra parar e resolver voltar quando quiser. Ele faz só uma parada de meia hora no Lago Negro e outras paradinhas rápidas para fotos no pórtico de entrada e no Lago Joaquina Rita Bier. O passeio dura duas horas e sai todos os dias às 9h30, 11h30, 14h e 16h. O valor é de R$ 20 por pessoa.

Jardineira das Hortênsias
Imagem: Jardineira das Hortênsias

Uma dica: FUJA dos táxis. Aliás, acho que você nem vai precisar fugir, porque dificilmente eles vão aparecer. Acredite ou não, a história que ouvimos é que, ao todo, circulam apenas TRINTA E DOIS (é, 32!) táxis na cidade. Imagina isso em pleno Natal Luz! As filas dos pontos davam voltas e voltas.

Bom, é isso. Se for para aconselhar alguém jovem e que não queira ficar preso aos pacotes turísticos, diria para fazer o Bus Tour que fosse até Canela, lugar mais longe, fazer os passeios do centro a pé e, no máximo, contratar um passeio com alguma agência para alguma cidade mais longe, como Bento Gonçalves, por exemplo. Mas independente do jeito que você for se locomover, a sua viagem com certeza vai ser linda e encantadora.

Share Button

Deixe uma resposta